Bupropiona – Remédio Para Ansiedade, Tabagismo e Depressão!

Não é de hoje que ouvimos dizer a respeito do mal que o cigarro causa. O tabagismo, hoje é considerado pela Organização Mundial de Saúde como uma grande epidemia.

Esse relato se justifica pelo fato do tabagismo matar anualmente cerca de 5 milhões de pessoas em todo o mundo. É um número expressivo, sendo que só no Brasil são mais de 200 mil mortes provocadas pelo cigarro.

O fumante coloca o seu corpo em contato com aproximadamente 4.700 substâncias tóxicas, sendo a  nicotina, o monóxido de carbono e o alcatrão as substâncias mais perigosas. Sendo que a nicotina é a responsável pela dependência atuando no sistema nervoso central.

Cada vez mais jovens se tornam fumantes, onde justamente a escolha de experimentar pela primeira vez já é o suficiente para causar a dependência dependendo do organismo. A nicotina faz com que o paciente se sinta impotente sem o uso do cigarro, porém todos são capazes.


O monóxido de carbono, por sua vez, proporciona uma diminuição drástica na oxigenação sanguínea. Já o alcatrão é uma mistura complexa de vários compostos formados durante a queima do cigarro, sendo 40 deles considerados cancerígenos.

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, o mal que o tabaco proporciona só será perceptível a longo prazo, no início o hábito de fumar pode apenas aumentar o funcionamento pulmonar e pequenas variações dos batimentos cardíacos.

Mas ao longo dos anos, são mais de 50 doenças, onde vale destacar o câncer, doenças coronarianas (provocam o infarto), aumento da pressão arterial, úlceras, aneurismas, catarata, osteoporose, impotência sexual no homem, infertilidade feminina, trombose, doenças respiratórias e problemas na gravidez, são só alguns problemas que o cigarro causa.

Também é importante mencionar que o fumante passivo (que inala a fumaça de fumantes próximos) também corre riscos, principalmente se convive diariamente com fumantes. Quando ocorre um excesso da exposição á fumaça, os riscos de câncer, infarto e problemas respiratórios aumentam bastante.

Metade dos fumantes morrem devido ao tabagismo, por isso muita das vezes a pessoa quer sair do vício, pois ela sabe que faz mal, porém o vício acaba sendo mais forte, por isso existem medicamentos que ajudam o paciente que tem força de vontade e só precisa de um incentivo para largar o cigarro.

O Cloridrato de Bupropiona é um medicamento em comprimido fabricado pelo laboratório EMS, que ajuda o paciente a largar o vício do cigarro ao longo do tratamento.

O que é Bupropiona?

cloridrato de bupropiona - BUP 30 comprimidos

Cloridrato de Bupropiona é considerado um antidepressivo que serve para o tratamento da depressão e para dependentes de tabaco.

Composição

Cada comprimido revestido do medicamento possui 150 mg de cloridrato de bupropiona  e em seus excipientes contém: cloridrato de cisteina, hipromelose + macrogol, celulose microcristalina, dióxido de titânio, hipromelose, corante vermelho 40 solúvel, água purificada, corante de alumínio laca azul e estearato de magnésio.

Para que serve Bupropiona ( Indicação )

Bupropiona para ansiedade

O Cloridrato de Bupropiona auxilia no tratamento da ansiedade, ou seja ele ameniza as crises do paciente, porém o seu uso deve ser controlado, pois dependendo do organismo, cada paciente pode reagir de um jeito ao tratamento.

Bupropiona para parar de fumar

O principal objetivo do medicamento é fazer com que o paciente pare de fumar. Ele é indicado tanto para fumantes recreativos (que fumam moderadamente) quanto para aqueles que fumam muito (viciados), não importa há quanto tempo ou que já tenham tentado parar de fumar.

O medicamento também auxilia no tratamento de doenças cardíacas e pulmonares que são decorrentes de pacientes que fumam.

Bupropiona para depressão

Cloridrato de Bupropiona é indicado como antidepressivo do tipo dopaminérgico, que serve para depressão refratária (teimosa). É recomendado o uso do medicamento em pacientes que nunca utilizaram outros fármacos para depressão, onde o percentual terapêutico é maior.

Como funciona

Cloridrato de bupropiona contém bupropiona como seu principio ativo, onde o mesmo provoca a redução da vontade de fumar, tendo ação instantânea em dependentes da nicotina.

O medicamento interage com duas substâncias químicas no cérebro que são chamadas de noradrenalina e dopamina, que estão relacionadas com dependência e abstinência.

Em estudos clínicos foi identificado que o paciente consegue se livrar do cigarro em até 12 meses. Para utilizar o medicamento é necessário que o paciente ainda esteja fumando, onde ao longo do tratamento começará a interromper o hábito de fumar.

O medicamento também possui eficácia no tratamento de depressão e ansiedade, onde em apenas duas semanas do início do tratamento os sintomas já são reduzidos.

Como tomar Bupropiona

O comprimido do Cloridrato de bupropiona é revestido na cor roxo, circular e biconvexo.

Para o tratamento antidepressivo e contra a ansiedade, a dose recomendada é de 1 comprimido (150 mg) 1 vez ao dia durante todo o tratamento.

Para o tratamento contra o tabagismo, a dose recomendada é de 1 comprimido (150 mg) 1 vez ao dia durante os 3 primeiros dias do tratamento. A partir do quarto dia em diante, o paciente deverá ingerir 1 comprimido (150 mg) duas vezes ao dia.

As doses devem ser tomadas em intervalos de 8 horas. O paciente deve seguir a orientação médica. Caso você tenha mais de 65 anos ou tenha problemas nos rins e no fígado, você deve tomar 1 comprimido (150 mg) durante todo o tratamento.

Caso você esteja em tratamento a mais de 7 semanas e ainda não obteve progresso, deverá consultar o seu médico para avaliar a interrupção do tratamento. O comprimido deve ser ingerido com o auxílio de água sem ser mastigado ou repartido.

Vantagem e desvantagem do tratamento com Bupropiona

Vantagens:

  • O medicamento possui mais de 20 anos no mercado, atuando contra o tabagismo;
  • Controla a crise de abstinência;
  • Oferece a mesma sensação de bem-estar que o cigarro consegue oferecer;
  • Na segunda semana do tratamento, o paciente já consegue perceber a diferença no seu organismo;
  • Possui eficácia no tratamento da ansiedade e depressão em poucos dias;
  • Não causa dependência;

Desvantagens:

  • A eficácia do tratamento pode demorar até 12 meses;
  • Dependendo do paciente, o medicamento pode demorar até 7 semanas para fazer os primeiros efeitos;
  • Diabéticos não podem utilizar o medicamento, assim como hipertensos e cardiopatas devem utilizar o medicamento com cautela;
  • Pacientes que não conseguem parar de fumar por causa de uma dependência psicológica e não de causa química, esse medicamento pode não ajudar muito;

Contraindicações do Cloridrato de Bupropiona

 

Sinais ansiedade e depressão

O medicamento é contraindicado em pacientes alérgicos a bupropiona ou qualquer outro componente dos comprimidos.

Não use o Cloridrato de bupropiona se você está administrando outros medicamentos que contenham bupropiona.

O Cloridrato de bupropiona é contraindicado em pacientes de epilepsia ou de outros transtornos convulsivos.

O medicamento é contraindicado em pacientes que já tiveram distúrbios alimentares (bulimia ou anorexia).

O Cloridrato de bupropiona não é recomendado se você parou de tomar tranquilizantes ou sedativos.

O medicamento é contraindicado se você tomou outros medicamentos para depressão nos últimos 14 dias do início do tratamento.

Efeitos colaterais da Bupropiona

Como todos os medicamentos, o Cloridrato de bupropiona pode causar efeitos colaterais. As reações mais comuns são em casos de convulsões e ataques epilépticos, assim como reações alérgicas, chiado no peito, dificuldade para respirar; inchaço das pálpebras, lábios ou língua; dores musculares, colapso e desmaio.

Essas reações adversas podem afetar uma a cada 1.000 pessoas que usam o medicamento. As reações mais incomuns são: dor de cabeça, febre, tontura, coceira, sudorese, erupção cutânea, urticária, boca seca, perda de apetite e transtornos visuais.

Interação com outros medicamentos

Caso você esteja tomando outros medicamentos, ervas ou vitaminas, avise ao seu médico, pois ele poderá regular a dose ou sugerir mudanças nos outros medicamentos, assim como não recomendar o uso do Cloridrato de bupropiona.

Precauções

Informe ao seu médico antes de iniciar o tratamento se você já teve ataque epilético ou convulsão, tumor no cérebro, problemas nos rins e fígado, se você ingere com frequência bebidas alcoólicas, usa insulina, teve problemas de depressão ou mental.

É necessário cautela ao dirigir veículos ou operar máquinas durante o tratamento com o Cloridrato de bupropiona.

 

Bupropiona emagrece?Cloridrato de bupropiona

Esse medicamento não emagrece e nem possui essa finalidade. O que pode causar a perda de peso é o seu efeito antidepressivo, que ao combater a ansiedade, acaba reduzindo a vontade de comer.

Bupropiona e topiramato

A combinação da bupropiona com com topiramato ajuda na perda de apetite, o que causa a perda do peso, porém são grandes as chances de efeitos colaterais.

Bupropiona e naltrexona

Quando a bupropiona é usada com a naltrexona aumentam as chances de emagrecimento, pois enquanto a Bupropiona sintetiza a beta-endorfina, a naltrexona trabalha de forma oposta, liberando essa substancia, fazendo com que a falta de apetite dure por mais tempo.

Bupropiona nomes comerciais

Os nomes comerciais do Cloridrato de bupropiona são: Wellbutrim, Zetron, Zyban e Bup.

Cloridrato de Bupropiona Genérico

Os medicamentos genéricos do Cloridrato de bupropiona são:

  • Budep Sr;
  • Bup;
  • Bupium;
  • Bupogran;
  • Inip;
  • Noradop;
  • Seth;
  • Wellbutrin SR;
  • Wellbutrin XL;
  • Zetron;
  • Zetron XL;
  • Zyban.

O preço médio dos similares são de R$35,60 a R$62,88.

Bupropiona preço e onde comprar

O Cloridrato de bupropiona que age como antidepressivo e eficaz no combate ao tabagismo pode ser adquirido pelo preço médio de R$ 54,14 a R$ 196,47.

O medicamento pode ser encontrado em farmácias e também pela internet. É necessário apresentação de receita médica (C1 Branca 2 vias).