Hidralazina – Bula, Como Usar, Efeitos Colaterais, Contraindicações

Hidralazina é um vasodilatador que serve para o tratamento de pressão alta, insuficiência cardíaca, eclâmpsia e pré-eclâmpsia. O medicamento também é conhecido como Apresolina ou Nepresol.

Hidralazina apresentação e composição

Hidralazina injetável

A composição da hidralazina injetável é de 20mg de cloridrato de hidralazina para cada 1ml de medicamento. Além disso, o medicamento ainda possui propilenoglicol e água para injetáveis.

Hidralazina comprimido

A hidralazina em comprimido é apresentada com duas dosagens diferentes. Uma delas possui 25mg de cloridrato de hidralazina por capsula e a outra possui 50mg do medicamento em cada cápsula.

Além disso, os comprimidos ainda possuem dióxido de silício, amido, povidona, estearato de magnésio, celulose microcristalina, copovidona, dióxido de titânio, macrogol, sacarose, talco, óxido de ferro amarelo, hipromelose e palmitato de cetila.


Para que serve Hidralazina ( Indicação )

O medicamento é utilizado no tratamento de hipertensão, eclâmpsia, pré-eclâmpsia e insuficiência cardíaca. Geralmente é utilizado junto com outros anti-hipertensivos, como betabloqueadores e diuréticos.

Hidralazina mecanismo de ação

hidralazina

O medicamento age produzindo vasodilatação, o que diminui a pressão arterial. Ele age diretamente nas paredes dos vasos sanguíneos. Também causa a  diminuição da resistência vascular no cérebro e rins, fazendo a manutenção do fluxo sanguíneo do rim durante tratamentos prolongados.

Posologia Hidralazina

Hidralazina Diluição

O conteúdo de cada ampola do medicamento deve ser diluída em 9ml de uma solução de cloreto de sódio 0,9%. Dessa forma, atinge uma concentração de 2mg/mL.

Hidralazina injetável

A dose inicial do medicamento é de 1 a 5 mg injetáveis, se após um período de de 20 minutos de observação não houver uma queda de 20% da pressão arterial inicial, pode-se administrar outra dose de 5 a 10 mg. O máximo que se pode chegar é uma dose cumulativa de 40 mg.O efeito hipotensor dura entre duas a seis horas.

Hidralazina comprimido

As doses do medicamento em comprimido devem ser ajustadas individualmente, conforme necessidade do paciente, mas na maioria das vezes, duas doses diárias de 25 mg cada já é suficientemente eficaz. Não é recomendável que a dose diária exceda 100 mg diárias.

Mas quem saberá a melhor dose para cada indivíduo é o médico responsável pela indicação do tratamento.

Contraindicações

Primeiramente o medicamento é contraindicado a pacientes que possuem alergia ou sensibilidade ao cloridrato ou a qualquer outro ingrediente da fórmula do medicamento, seja injetável ou em comprimido.

Também não é recomendado a paciente com episódios recentes de infarto, aneurisma, lúpus ou qualquer doença correlatas. Pacientes com doença cardíaca reumática da válvula mitral e com taquicardia severa também não devem fazer uso do medicamento.

O uso deve ser cauteloso e controlado por pacientes que estejam em tratamento com antidepressivos ou com histórico de distúrbio coronarianos.

Hidralazina efeitos colaterais

O medicamento já registrou efeitos como: taquicardia, palpitação, angina, insuficiência cardíaca, dores de cabeça, vertigem, tremor, artralgia, mialgia, edema, distúrbios renais, insuficiência renal, diarreia, náuseas, vômitos, anemia, agitação, ansiedade, depressão, alucinações, congestão nasal, hipotensão, perda de peso e diminuição do apetite, calafrios, formigamentos, erupções cutâneas.

Caso sinta qualquer efeito colateral, a recomendação é suspender a medicação e procurar seu médico de confiança o mais rápido possível.

Interação com outros medicamentos

A maioria dos analgésicos aumentam o efeito da hidralazina. Alguns medicamentos hipotensores, como o diazóxido, junto com a hidralazina podem provocar hipotensão. O tratamento com hidralazina é contraindicado em conjunto de medicamentos com barbitúricos, sulfas e isoniazida.

O uso do medicamento com outros vasodilatadores, antagonistas de cálcio, inibidores da ECA, diuréticos, anti-hipertensivos, e com o consumo de álcool, podem aumentar o efeito de redução da pressão arterial.

Os anti-inflamatórios como: diclofenaco, fenoprofeno, iburprofeno, ácido mefenâmico, ácido tiaprofênico, cetoprofeno, podem diminuir o efeito anti-hipertensivo do medicamento.

Fitoterápicos com propriedades hipertensivas podem diminuir o efeito anti-hipertensivo do medicamento.

Precauções

Segundo a bula do medicamento, ele pode alterar a capacidade de dirigir veículos e operar máquinas. Também sugere acompanhamento e cautela no uso do medicamento por pacientes com disfunção renal, pacientes idosos, mulheres em idade fértil, gestantes e lactantes.

Hidralazina nomes comerciais

O medicamento é comumente encontrado no mercado com os nomes de Apresolina ou Nepresol.

Hidralazina Preço

O medicamente é encontrado nas principais farmácias por valores entre R$5 a R$10,00. Medicamento não necessita receita para ser comprado, mas o ideal é evitar a auto medicação e tomar o medicamento com recomendação médica.

Hidralazina cuidados de enfermagem

O principal cuidado de enfermagem para pacientes hipertensos é a verificação dos sinais vitais. A pressão arterial deve ser medida em intervalos regulares de tempo.

Pacientes com pressão arterial elevada muitas vezes não possuem sintomas, por esse motivo é importante verificar a pressão arterial do paciente antes de qualquer atividade, a fim de evitar esforço físico desnecessário no caso da pressão arterial estar elevada.