Maleato de Dexclorfeniramina – Bula, Para que Serve, Posologia

Reações alérgicas estão entre as doenças mais comuns que atacam o organismo humano, principalmente aqueles que estão com o sistema imunológico prejudicado.

Elas podem causar diversos sintomas, variando conforme o local do corpo que elas atacam, sendo que os principais são a pele, causando coceira e vermelhidão, e nas vias aéreas, com o surgimento de sintomas como nariz entupido, tosse em excesso e dor de cabeça.

Felizmente, diversas substâncias presentes na formulação de vários remédios possuem efeitos antialérgicos, conseguindo fazer o tratamento dessas alergias e aliviando os sintomas causados. Um dos medicamentos que mais se destacam, é o maleato de dexclorfeniramina, principalmente em sua comercialização como xarope.

Com isso, hoje, nesse artigo, estaremos abordando informações importantes e essenciais sobre seu uso, além de contraindicações e precauções que devem ser seguidas por todos os pacientes antes ou durante o tratamento.


Para que serve o Maleato de Dexclorfeniramina

Como introduzido no texto inicial, medicamento maleato de dexclorfeniramina em solução oral possui indicação para o tratamento de pacientes que possuem as seguintes doenças, sintomas ou irritações:

  • Alergia no geral
  • Coceira
  • Irritação na pele
  • Rinite alérgica
  • Urticária
  • Picada de qualquer inseto
  • Conjuntivite alérgica
  • Dermatite
  • Vermelhidão alérgicos.

Mesmo sabendo da indicação de utilização do medicamento, nunca é recomendado tomá-lo por conta própria. Sempre é necessário orientação de um médico especialista para dar início ao tratamento.

Como funciona o Maleato de Dexclorfeniramina

Maleato de Dexclorfeniramina

O maleato de dexclorfeniramina é um anti-histamínico, popularmente conhecido como antialérgico. Os efeitos desse tipo de medicamento estão diretamente ligado no combate da ação da substância de nome histamina no organismo, que é o principal motivo da causa das alergias. Com o efeito anti-histamínico sendo efetivo, os sintomas causados pela alergia, que está sendo tratada, começaram a ser diminuídos e sumindo aos poucos, ao paciente que usar o remédio.

Composição do Maleato de Dexclorfeniramina

Cada 5 mL da solução oral do Maleato de Dexclorfeniramina possuem os seguintes ingredientes:

  • 2 mg de maleato de dexclorfeniramina.
  • Excipientes: aroma de laranja, aroma de menta, citrato de sódio di-hidratado, cloreto de sódio, amarelo crepúsculo, vermelho de ponceau, metilparabeno, propilenoglicol, propilparabeno, sacarose, sorbitol e água purificada.

Como usar o Maleato de Dexclorfeniramina (posologia)

Como o maleato de dexclorfeniramina é comercializado em quatro formas diferentes, comprimido, creme, xarope e gotas, é necessário quatro maneiras de utilização distintas.

Maleato de Dexclorfeniramina comprimido:

A utilização do comprimido é por via oral. Não é recomendado mastigá-lo e ingeri-lo junto a um copo de água.

  • As crianças com idade entre 6 a 12 anos devem tomar uma dose de meio comprimido, com a divisão de doses de 6 em 6 horas, contabilizando três dosagens por dia. A superdosagem é indicada quando os pacientes com essa idade fazem a ingestão de 6 mg diário.
  • Os adolescentes e adultos com idade maior do que 12 anos devem tomar uma dose de 1 comprimido, com a divisão de doses de 6 em 6 horas ou de 8 em 8 horas, contabilizando três a quatro dosagens por dia. A superdosagem é indicada quando os pacientes com essa idade fazem a ingestão de 12 mg diário.

Maleato de Dexclorfeniramina creme:

A utilização do creme é tópica, sendo aplicado diretamente na região da pele que está presente a alergia.

  • Os pacientes devem usar o creme duas vezes ao dia, com divisão de 12 em 12 horas da aplicação.

Maleato de Dexclorfeniramina xarope:

A utilização do xarope é por via oral.

  • As crianças com idade entre 2 a 6 anos devem usar uma dose de 1,25 ml, com a divisão de doses de 8 em 8 horas, contabilizando três dosagens por dia. A superdosagem é indicada quando os pacientes com essa idade fazem a ingestão de 7,5 ml diário.
  • As crianças com idade entre 6 a 12 anos devem usar uma dose de 2,5 ml, com a divisão de doses de 8 em 8 horas, contabilizando três dosagens por dia. A superdosagem é indicada quando os pacientes com essa idade fazem a ingestão de 15 ml diário.
  • Os adolescentes e adultos com idade maior do que 12 anos devem usar uma dose de 5 ml, com a divisão de doses de 6 em 6 horas ou de 8 em 8 horas, contabilizando três a quatro dosagens por dia. A superdosagem é indicada quando os pacientes com essa idade fazem a ingestão de 30 ml diário.

Maleato de Dexclorfeniramina gotas:

A utilização das gotas é por via oral.

  • As crianças com idade entre 2 a 6 anos devem tomar uma dose de 5 gotas, com a divisão de doses de 8 em 8 horas, contabilizando três dosagens por dia. A superdosagem é indicada quando os pacientes com essa idade fazem a ingestão de 30 gotas diárias.
  • As crianças com idade entre 6 a 12 anos devem tomar uma dose de 10 gotas, com a divisão de doses de 8 em 8 horas, contabilizando três dosagens por dia. A superdosagem é indicada quando os pacientes com essa idade fazem a ingestão de 60 gotas diárias.
  • Os adolescentes e adultos com idade maior do que 12 anos devem tomar uma dose de 20 gotas, com a divisão de doses de 6 em 6 horas ou de 8 em 8 horas, contabilizando três a quatro dosagens por dia. A superdosagem é indicada quando os pacientes com essa idade fazem a ingestão de 120 gotas diárias.

Contraindicação do Maleato de Dexclorfeniramina

Como todo o medicamento, a utilização do maleato de dexclorfeniramina possui algumas contraindicações de utilização para os pacientes que pretendem iniciar algum tratamento com seu uso, evitando qualquer tipo de reação indesejada. As que devem ser seguidas são:

  • Pacientes que possuem hipersensibilidade, alergia ou qualquer outro problema que pode ser agravado ou criado depois que usar algum dos componentes presentes na fórmula do medicamento.
  • Pacientes que possuem crises agudas de asma.
  • Pacientes que estejam utilizando antidepressivos da classe IMAO.
  • Crianças com idade menor do que 2 anos.
  • Em mulheres que estejam amamentando.

Precauções

Além das contraindicações, citadas no tópico acima do artigo, os pacientes que irão fazer da utilização do maleato de dexclorfeniramina precisam ficar cientes de algumas precauções para não sofrerem com futuras reações indesejadas. As que devem ser seguidas são:

  • Antialérgicos, como o maleato de dexclorfeniramina, possui interações, e seus efeitos são aumentados, junto de álcool, sedativos, hipnóticos e tranquilizantes.
  • Idosos com idade maior do que 60 anos podem sofrer com efeitos colaterais maiores em relação a hipotensão arterial, tontura e sonolência.
  • Crianças podem sofrer com excitação ao utilizar antialérgicos, como o maleato de dexclorfeniramina.
  • O maleato de dexclorfeniramina está categorizado em risco B durante a gravidez. Por isso, mulheres nos dois primeiros trimestres de gestação devem tomar um cuidado maior ao iniciar o tratamento com o medicamento, com orientação médico. Quando está no terceiro trimestre de gravidez, não é recomendado utilizar o maleato de dexclorfeniramina.
  • Mulheres que estejam amamentando devem buscar orientação de um médico e terem maiores precauções ao iniciar o tratamento com maleato de dexclorfeniramina.
  • É necessário armazena-lo fora da alcance de crianças.
  • Não é recomendado utilizar o maleato de dexclorfeniramina para tratamento de outros doenças ou sintomas que não seja as indicadas em sua bula.
  • Não tomar dose acima do recomendado.
  • Tenha muito cuidado para dirigir ou praticar qualquer ação que necessite de resposta rápida dos reflexos, pois o medicamento pode causar sonolência e tontura.
  • Pacientes que possuem problemas oculares, respiratórios, na tireoide, no intestino ou no estômago, úlcera, próstata aumentada, entupimento das vias urinárias ou dificuldade em urinar, doença no coração ou hipertensão arterial, devem informar seu médico antes de dar início ao tratamento.
  • Não inicie o tratamento utilizando outro medicamento sem informar seu médico.
  • Pacientes que possuem diabetes devem utilizar o maleato de dexclorfeniramina com cautela, pois ele possuí açúcar.
  • Maleato de dexclorfeniramina causa doping.

Efeitos colaterais do Maleato de Dexclorfeniramina

O pacientes que estiverem em tratamento com maleato de dexclorfeniramina podem sofrer com alguns efeitos colaterais ou reações adversas. As que podem acontecer são:

maleato de dexclorfeniramina + betametasona

  • Sonolência
  • Dor de cabeça
  • Palpitação
  • Pressão baixa
  • Urticária
  • Erupções na pele
  • Sentir frio e suar em excesso
  • Fraqueza
  • Choque anafilático
  • Desconfortos gástricos
  • Náusea
  • Retenção de fezes
  • Dor ao urinar
  • Urinar com mais frequência
  • Alterações no ciclo menstrual em pacientes mulheres
  • Anemia
  • Agranulocitose
  • Trombocitopenia
  • Alterações na visão
  • Nervosismo
  • Surgimento de secreções brônquicas
  • Desconforto na região nasal
  • Dificuldade para respirar
  • Compressão do tórax

Ao surgimento de qualquer um dos efeitos colaterais citados acima, ou outra reação adversa que for causada, informe o médico especialista e notifique a ANVISA.

Maleato de Dexclorfeniramina serve para tosse?

O surgimento de tosse como um sintoma alérgico, o tratamento com maleato de dexclorfeniramina é totalmente recomendado.

Superdosagem do Maleato de Dexclorfeniramina

Em caso de superdosagem, quando o paciente excede a dose máxima diária do medicamento, como informado no tópico “Como usar o Maleato de Dexclorfeniramina”, os seguintes efeitos colaterais podem aparecer:

  • Sedação e sonolência extrema
  • Apneia
  • Redução do estado mental
  • Colapso no coração
  • Alucinações
  • Convulsões
  • Treme
  • Tontura
  • Zumbidos no ouvido
  • Descoordenamento dos movimentos
  • Dificuldade para enxergar
  • E, até mesmo, a morte

Os pacientes que excederem a dosagem recomendada, devem buscar um médico especialista, levando consigo a bula e embalagem original do medicamento.

Interação do Maleato de Dexclorfeniramina com outros remédios

  • Não deve utilizar maleato de dexclorfeniramina junto com IMAO, pois seu efeito anti-histamínico será aumentado.
  • Bebidas alcoólicas e medicamentos inibidores do sistema nervoso central não devem ser coadministrados junto do maleato de dexclorfeniramina.
  • As substâncias talidomida, tiotrópio, ipratrópio, nitroglicerina, levossulpirida e oxicodona. não devem ser utilizados junto do medicamento.
  • Varfarina tem seu efeito diminuído ao ser coadministrado com o maleato de dexclorfeniramina.

Maleato de Dexclorfeniramina Preço

O Maleato de Dexclorfeniramina, em suas mais diversas formas, pode ser encontrado na maioria das farmácias populares, sendo necessário a receita de um médico para sua aquisição.

A embalagem com 20 comprimidos, de 2 mg cada, é comercializado num preço variante de R$3 a R$8.

O creme de 30 g é comercializado num preço variante de R$5 a R$10.

O frasco com 20 ml, para aplicar como gotas, é comercializado num preço variante de R$12 a R$18.

O frasco de xarope com 120 ml é comercializado num preço variante de R$5 a R$10.