Naltrexona – Bula, Para que serve, Efeitos Colaterais, Preço, Emagrece?

Remédios geralmente são desenvolvidos com apenas um objetivo. Seja qual for a razão que ele foi criado, é para aquela específica doença que será usado. Acontece que com o tempo novas funções são descobertas. O Naltrexona é uma dessas medicações. Quando surgiu, seu principal objetivo era combater o vício em álcool e drogas, mas foi descoberto que ele é muito eficiente no processo de emagrecimento.

Para que serve o Naltrexona

Como dito antes, a Naltrexona é um remédio que foi desenvolvido para auxiliar no tratamento de pessoas viciadas em álcool e dependentes de drogas, especialmente os opioides, como a morfina.

Após um tempo, a Naltrexona se mostrou bastante eficiente para auxiliar na perda de peso, principalmente se atuar junto com o remédio Bupropiona. Como resultado, o apetite diminui consideravelmente e, como consequência, a ingestão diária de calorias também tende a diminuir.

Como funciona o Naltrexona

Sendo que a principal função da Naltrexona é combater o vício em bebidas alcóolicas e drogas ilícitas, seu funcionamento foi baseado em como as químicas desses produtos agem no organismo após a ingestão destas. No caso, o resultado principal ao administrar Neltrexona é inibir a abstinência das substâncias citadas. Em termos mais técnicos, o medicamento afeta a região do cérebro que faz com que as drogas e álcool sejam interpretados como uma fonte de prazer.


Deste modo, o paciente sente a vontade de consumir álcool e drogas diminuir, pois a medicação retira a sensação de prazer do cérebro. Deste mesmo modo, há uma considerável diminuição do apetite e é isso que faz com que o medicamento, ingerido junto com Bupropiona, seja um ótimo meio de emagrecimento.

Como usar o Naltrexona (dosagem)

naltrexona

Há duas maneiras de ministrar naltrexona, sendo que uma é voltada para pessoas que são dependentes de álcool e o outro voltado especialmente para dependentes químicos.

No caso de tratamento para o alcoolismo, o recomendado é que se tome uma única dose por dia de 50 mg. Já no caso de tratamento para drogas ilícitas, deve esperar um período de 7 dias sem consumir nenhuma droga e então tomar também uma única dose diária de 50 mg. Tal processo é necessário para limpar por completo o organismo, eliminando as substâncias tóxicas.

Para um tratamento mais eficiente, é aconselhável que em ambos os casos o paciente permaneça limpo por um período de 7 a 12 dias.

Composição

Cloridrato de naltrexona é o princípio ativo da naltrexona e o produto de sua reação é o 6-ß-naltrexol. Além do princípio ativo, há os excipientes, que são: lactose, crospovidona, celulose microcristalina, dióxido de silício coloidal, opadry amarelo claro e estearato de magnésio.

Contraindicação

Há grupos de pessoas que fazem parte do grupo de risco.

Grávidas e lactantes devem sempre tomar cuidado extra com o medicamento, já que pode afetar o desenvolvimento saudável da criança. Além disso, pacientes que fazem uso de analgésicos opioides, pessoas que não se desintoxicaram fisicamente totalmente e que são dependentes de opioides, pacientes que possuem hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula ou ao cloridrato de naltrexona e pessoas que sofrem de insuficiência hepática ou hepatite aguda também são contraindicados a fazer o uso de Naltrexona.

Efeitos colaterais do Naltrexona

Há sempre uma confusão em relação aos efeitos colaterais desse medicamento, pois ele trata de pessoas com dependência de álcool e drogas e alivia os sintomas da abstinência, entretanto seus efeitos colaterais podem ser idênticos aos efeitos colaterais.

Os efeitos colaterais mais comuns da Naltrexona são: enjoo e vômito; nervosismo; tremores; insônia; dores de cabeça; falta de apetite e tontura. Todos esses são sintomas comuns de uma pessoa que está com abstinência, desde as leves, como uma ressaca, às mais pesadas.

Há situações mais graves, apesar de raras, onde o paciente pode apresentar depressão, ansiedade e tendência ao suicídio. Nesses casos, o ideal é interromper o tratamento imediatamente e procurar pelo médico responsável.

Superdosagem

Nunca houve testes mais aprofundados em humanos. O limite máximo foi de 800 mg por dia durante uma semana e não houve resultados de intoxicação. Entretanto houve testes em animais e alguns deles vieram a falecer após sofrer uma convulsão No caso de superdosagem, o paciente deve ser rigorosamente supervisionado e receber tratamento sintomático.

Naltrexona e Bupropiona emagrece?

A mistura de Naltrexona e Bupropiona realmente leva o paciente a perder peso. Além disso, houve redução nas taxas de LDL (colesterol ruim); redução da glicemia em jejum; aumento nos níveis do colesterol bom (HDL); diminuição da circunferência abdominal e redução real de peso.

Entretanto é importante enfatizar que a junção destes dois medicamentos não é autorizada pela Anvisa, pois os efeitos colaterais e os riscos podem prejudicar a saúde.

Precauções

Além de ficar sempre de olho nas contraindicações, não há muitas precauções. Evite se automedicar e jamais faça uso desse medicamento se ainda não se desintoxicou totalmente.

Interação do Naltrexona com outros remédios

Não foi realizado algum estudo sobre as possíveis interações de medicamentos da Naltrexona com outras substâncias que não os opioides. Apenas consulte o médico se precisar usar essa medicação com outra em conjunto.

Armazenamento

Apenas guarde seu medicamento em temperaturas ambiente e fora de umidade. Verifique a data de validade na embalagem e jamais faça uso de Naltrexona se o medicamento estiver vencido.

Naltrexona Preço

Naltrexona vem em frascos com 30 comprimidos de 50 mg. Ele pode ser encontrado em seu nome comercial mais famoso, que é REVIA. O preço do medicamento pode variar entre R$ 245 a R$ 288. É necessária a apresentação de receita de controle especial em duas vias, sendo que uma fica retida.

Naltrexona Genérico

É possível encontrar um genérico da marca União Química por até R$ 100.

Pergunta dos leitores

Naltrexona emagrece mesmo?

Naltrexona sozinha não emagrece. O que ele faz é diminuir a sensação de prazer ao comer algo, o que diminui o apetite e assim a ingestão de calorias. Mas se administrado junto com Bupropiona, o emagrecimento vem. Mas lembre-se que a mistura de ambos pode não ser saudável.