Seakalm – Bula, Como Usar, Efeitos Colaterais, Contraindicações

Para que serve o calmante Seakalm

Seakalm é um medicamento fitoterápico que é indicado para o tratamento de casos mais leves de ansiedade, como agitação nervosa, estados de irritabilidade, tratamento de insônia e, em alguns casos, na própria desordem da ansiedade. Em todos esses casos, desde que sejam leves, Este medicamento pode ser utilizado, sem que haja maiores preocupações.

Como Seakalm atua diretamente no sistema nervoso central, ele consegue produzir um forte efeito sedativo. Além e conseguir prolongar – e muito – o período de sono. Além disso, este fitoterápico possui um efeito calmante para o momento em que houver alguma crise relacionada à ansiedade, ajudando a controlar os efeitos dela.

Seakalm efeitos colaterais e reações adversas

Ainda não há nenhum conhecimento sobre grandes efeitos colaterais indesejáveis e reações adversas se Seakalm for tomado nas doses recomendadas. Já foi relatado em casos isolados e extremamente raros a presença de vômitos, náuseas, taquicardia e dor de cabeça, as não foi estabelecida a relação desses efeitos com a quantidade da dose ingerida.


Caso haja a ingestão de excessivas doses, os efeitos a serem sentidos é uma sedação bastante prolongada acompanhada de estados de sonolência. Em ambos os casos, os sintomas desaparecem sozinhos.

Caso venha a sentir outros efeitos não relatados, compareça com urgência ao pronto socorro ou hospital mais próximo.

Posologia do Seakalm

Seakalm como funciona

Seakalm é um medicamento que é comercializado em formato de comprimido revestido. Nele, contém 260 mg de extrato seco de Passiflora incarnata (padronizado em 3,5 % de flavonoides totais calculado como vitexina). Isso equivalente a exatos 9,1 mg de flavonoides.

O excipiente do comprimido é composto por: croscarmelose sódica, dióxido de silício, celulose microcristalina, lactose, acetato de vinila, povidona, estearato de magnésio, etilcelulose, hipromelose, trietilcitrato, azul brilhante laca de alumínio, dióxido de titânio, amarelo crepúsculo laca de alumínio, álcool etílico e água purificada.

Fique sempre atento aos ingredientes para evitar possíveis reações alérgicas aos componentes da fórmula.

Como tomar Seakalm

Em nenhuma hipótese Seakalm deve ser partido, aberto ou mastigado. Ingira ele inteiro e sempre acompanhado de um copo de água. Para melhor absorção, faça isso durante ou logo após uma refeição.

Sendo de uso oral, o indicado é ingerir 2 comprimidos revestidos duas vezes por dia, sendo que a dose diária é de 36,4 mg de flavonoides. Para manter a segurança do paciente, o seu uso contínuo não pode ser superior a três meses.

Em nenhum caso os produtos fitoterápicos tradicionais devem ser administrados pelas vias oftálmica e injetável.

Contraindicações Seakalm

Seakalm é um medicamento fitoterápico que possui algumas poucas contraindicações. A principal é que pacientes que possuem hipersensibilidade e alergia a qualquer um dos componentes presentes na fórmula não devem, por nada, fazer uso deste produto.

Além disso, este medicamento não deve ser usado acompanhado de bebidas alcoólicas, assim como também não deve ser associado a nenhum outro medicamento que possua efeito sedativo, hipnótico ou anti-histamínico

Mulheres grávidas ou em período de amamentação não podem utilizar este produto, pois não há estudos que garantam a segurança própria e da criança nessas situações. Além disso, Seakalm é contraindicado para menores de 12 anos.

Preço do Seakalm

Seakalm é um comprimido com revestimento que possui um formato redondo da cor amarela limão. Seu cartucho contém 2 blisters de alumínio plástico sem cor com 10 comprimidos revestidos em cada um deles.

O preço do medicamento varia entre R$ 35 e R$ 45, de acordo com a farmácia e a cidade. Mas na Ultrafarma é possível encontra-lo por menos de R$ 20.

Não há genéricos de Seakalm, apenas similares. Lembrando que similares não possui a mesma fórmula e, por vezes, mesmo efeito do remédio original.

Seakalm engorda

Pergunta dos leitores

Seakalm causa dependência?

Não há nenhum estudo que comprove se Seakalm causa ou não dependência no paciente. Mas como calmantes, em geral, fazem esse efeito, não é indicado o seu uso por mais de três meses de tratamento.

O uso prolongado, apesar de não comprovado, pode sim ocasionar em reações de dependências não esperadas pelo paciente.

Quanto tempo para fazer efeito?

Por ser um calmante leve, ele pode demorar um pouco para fazer efeito. Sendo que ele age diretamente no sistema central, o tempo de efeito pode variar de pessoa para pessoa.

Para uso imediato, apesar de eficaz em quadros de ansiedade leves, ele faz efeito. Já para o tratamento mais intenso, o efeito pode começar a ser percebido em uma ou duas semanas após o início do uso.

Seakalm engorda ou emagrece?

Seakalm emagrece

Não há nenhum estudo que comprove alguma ação relacionada ao peso com esse medicamento, sendo que ele não ajuda a emagrecer e nem a engordar.

O que pode acontecer é que ele é um calmante. Medicamento calmantes mudam o comportamento da pessoa. Algumas pessoas, quando agitadas ou ansiosas, comem mais e outras comem menos. A explicação é de que Seakalm equilibre esse impulso ou falta de fome, fazendo com que, dependendo do caso, a pessoa engorde ou emagreça.

Posso usar Seakalm para dormir?

Sim, Seakalm vai ajudar o paciente a pegar no sono, já que é um calmante. Entretanto não é indicado a se acostumar a usar o medicamento para dormir sempre, apenas quando a insônia estiver mais forte. Isso pode evitar piora do quadro.