Venvanse – Pra que serve? Como Tomar? Efeitos Colaterais – Bula Rápida

TDAH, ou Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, é um conjunto de sintomas, causados por origens genéticas, onde a pessoa sofre com desatenção, dificuldade de aprendizado, agitação e desordem mental, além de outros diversos problemas gerados por esse distúrbio.

É comum a pessoa começar a apresentar os primeiros sinais dele em sua fase de criança ou adolescente, e assim se estendendo para a vida adulta inteira. O transtorno pode ser apresentado em diversos níveis, indo dos mais severos, para os mais moderados.

Felizmente, existem remédios comercializados em farmácias que são efetivos para aliviar e tratar os principais sintomas causados pelo distúrbio, ajudando diretamente no dia a dia dos portadores de TDAH. Entre eles, um medicamento que ganha bastante destaque no tratamento é o Venvanse, comercializado em forma de cápsula de comprimido.

Com isso, hoje, nesse artigo, estaremos abordando informações essenciais presentes em sua bula, incluindo informações de uso, cuidados a serem seguidos, preços e funcionamento.


Para que serve o Venvanse

Venvanse tratamento do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade

Como já foi introduzido no texto inicial acima, o medicamento Venvanse é indicado para o tratamento do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, também conhecido como TDAH.

Ele deve ser incluído como uma parte do trato do paciente que possui esse distúrbio, onde também deve ser acrescentado terapias, psicólogos ou outros tipos de aconselhamentos terapêuticos e médicos.

Vale ressalta que, independe de saber sobre a indicação do medicamento, nunca é recomendado fazer seu uso por contra própria. Só de início ao tratamento, após orientação de um médico especialista.

Como funciona o Venvanse

Os componentes presentes no medicamento Venvanse possuem uma ação estimulante diretamente no sistema nervoso central dos pacientes com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, ajudando a aumentar a atenção e a diminuição da impulsividade e a hiperatividade deles.

Após a ingestão, o tempo para surgimento dos primeiros sinais de ação do remédio é de aproximadamente 2 horas.

Como usar o Venvanse

Venvanse para que serve

Por ser apresentado em 3 tipos de cápsula diferentes, o Venvanse terá ajustes conforme a quantidade exata que deve ser consumido.

A dose recomendada da cápsula deve ser ingerida pela manhã, evitando fazê-la no período da tarde ou a noite, para não causar possíveis reações indesejadas.

Não é recomendado cortar ou mastigar a cápsula, porém ela pode ser aberta e seu conteúdo ser misturado com líquidos ou alimentos. Vale ressaltar que, após fazer essa diluição do medicamento, é necessário ingeri-lo todo, não deixando nenhuma parte no alimento ou líquido.

A dose inicial recomendada é:

  • 30 mg de Venvanse diário pelo manhã. O máximo que essa dose pode ser aumentada é para 70 mg diário, após isso já pode ser considerado superdosagem.

O médico especialista pode, e deve, fazer as devidas orientação sobre a dose diária, horários para usar o medicamento e duração do tratamento.

Se o paciente esquecer de tomar a dose diária, é necessário esperar até o outro dia de manhã, para ingerir a dose seguinte. Nunca tome dose dupla para compensar uma esquecida.

Contraindicação do Venvanse

Como todo medicamento, a utilização do Venvanse possui algumas contraindicações de uso que devem ser seguidas e apresentadas para todos aqueles que pretendem iniciar o tratamento, para não sofrer com efeitos colaterais indesejados no futuro. São elas:

  • Pacientes que tenham hipersensibilidade, alergia ou qualquer outro problema que pode ser causado ou agravado com a ingestão dos componentes presentes na formulação do medicamento.
  • Pacientes que tenham doenças no coração.
  • Pacientes que tenham glaucoma, pressão alta ou hipertireoidismo.
  • Pacientes que sofram com com crises de ansiedade, tensão e agitação em excesso.
  • Quem tenha história de abuso no uso de drogas.
  • Quem tenha utilizado a poucos dias algum medicamento IMAO para depressão.
  • Crianças com idade abaixo dos 6 anos.

Composição do Venvanse

A composição de cada uma cápsula de 30 mg contém os seguintes ingredientes:

  •  30 mg de dimesilato de lisdexanfetamina.
  • Excipientes: celulose microcristalina, croscarmelose sódica e estearato de magnésio.
  • Cápsula: gelatina, dióxido de titânio, corantes FD&C Red nº 3, FD&C Yellow nº 6.

A composição de cada uma cápsula de 50 mg contém os seguintes ingredientes:

  • 50 mg de dimesilato de lisdexanfetamina
  • Excipientes: celulose microcristalina, croscarmelose sódica e estearato de magnésio.
  • Cápsula: gelatina, dióxido de titânio, corante FD&C Blue nº 1.

A composição de cada uma cápsula de 70 mg contém os seguintes ingredientes:

  • 70 mg de dimesilato de lisdexanfetamina
  • Excipientes: celulose microcristalina, croscarmelose sódica e estearato de magnésio.
  • Cápsula: gelatina, dióxido de titânio, corantes FD&C Blue nº1, FD&C Red nº 3, FD&C Yellow nº 6.

Efeitos colaterais do Venvanse

Os pacientes que estão em tratamento fazendo a utilização do Venvanse podem sofrer com alguns efeitos colaterais indesejados, mesmo que raros. Os que podem aparecer são:

  • Falta de fome
  • Insônia ou sonolência
  • Dor de cabeça
  • Perda de peso
  • Secura na boca
  • Variações de humor
  • Espasmos motores, faciais e musculares
  • Aumento da atividade psicológica
  • Vertigem
  • Mudança de humor e agressividadeVenvanse efeitos colaterais
  • Náusea
  • Anorexia
  • Vômito e diarreia
  • Erupções na pele
  • Febre
  • Suor em excesso
  • Falta de ar
  • Agitação e ansiedade
  • Tremor
  • Ranger os dentes
  • Retenção de fezes e prisão de ventre
  • Dor na região do abdômen
  • Cansaço
  • Aumento dos batimentos cardíacos e palpitações
  • Aumento da pressão sanguínea
  • Dificuldade para ter ereção sexual
  • Depressão e tristeza
  • Falar muito e ficar mexendo na pele
  • Alucinações
  • Problemas na visão
  • Urticária
  • Hepatite eosinofílica
  • Anafilaxia e angioedema
  • Surtos psicóticos
  • Convulsão
  • Síndrome de Stevens-Johnsons
  • Má circulação sanguínea

No surgimento de qualquer uma das reações adversas citadas acima, ou outros efeitos colaterais que aparecem, busque ajuda de um médico especialista e notifique a ANVISA.

Precauções

Além das contraindicações, que foram abordados em um dos tópicos anteriores, o Venvanse requer que os pacientes que estão o utilizando para algum tratamento sigam algumas precauções. São elas:

  • O uso abusivo do medicamento pode causar dependência química no paciente.
  • As anfetaminas, da qual faz parte o Venvanse, podem causar óbito no paciente, em caso de uso indevido da mesma.
  • O medicamento causa doping, não sendo recomendado para atletas.
  • Os pacientes devem informar ao médico, antes de dar início ao tratamento, se eles possuem algum histórico de dependência de álcool, de medicamento ou de drogas.
  • Pacientes que possuem histórico de ou chances de terem problemas no coração, devem ser examinados com muito cuidado e cautela pelo médico, pois podem ocorrer efeito colaterais bastante indesejados nesse tipo de pessoa.
  • O tratamento pode ser parado, pelo médico, para ocorrer uma avaliação dos sintomas do TDAH.
  • São necessários alguns exames regulares nos pacientes durante o tratamento, dos quais incluem a verificação de: pressão sanguínea, dos batimentos cardíacos, da altura e o peso do paciente.
  • Em qualquer situação que o paciente tenha algum sinal de problema no coração, é necessário parar de tomar o medicamento e procurar um médico com urgência.
  • Pacientes adultos possuem mais chances de terem problemas no coração durante o tratamento do que as crianças.

Interação do Venvanse com outros remédios

A utilização do Venvanse junto de outros medicamentos ou substâncias pode causas algumas interações indesejadas, das quais é capaz de ocorrer alterações significativas nos efeitos dos remédios. As que possuem possibilidade de ocorrer são:

  • É bem pouco provavelmente que o Dimesilato de Lisdexanfetamina, princípio ativo da composição do Venvanse, tenha mudanças nos seus efeitos ao interagir com medicamentos transportados pela bomba P-gp.
  • Guanfacina de liberação prolongada pode ter sua concentração no plasma e sua exposição aumentada ao ser coadministrado junto do Venvanse.
  • Substrato da enzima CYP2D6 não deve ser coadministrado com o Dimesilato de Lisdexanfetamina, pois possuem grandes chances de terem alterações em seus efeitos no organismo.
  • Dimesilato de Lisdexanfetamina pode ser um inibidor de CYP2D6.
  • Ácido ascórbico e outros agentes e condições que acidificam a urina podem causar a redução da meia-vida de anfetaminas, grupo do qual o medicamento Venvanse faz parte.
  • Bicarbonato de sódio e outros agentes e condições que alcalinizam a urina podem causar a diminuição da meia-vida de anfetaminas.
  • Não é permitido coadministrar o Dimesilato de Lisdexanfetamina junto com inibidores da monoamina oxidase.
  • Só utilize Venvanse, depois de 14 dias da utilização de medicamentos iMAO.
  • A utilização concomitante de anfetaminas com fármacos serotoninérgicos pode causar índrome serotoninérgica, mesmo que raramente.

Além de interações com outros medicamentos, o Venvanse pode causar algumas alterações no resultado final de alguns exames laboratoriais. Os que podem ocorrer interações são:

  • Anfetaminas pode aumentar os níveis plasmáticos de corticosteroides.
  • Anfetaminas pode interferir nos níveis de esteroide na urina.

Venvanse Preço

O Venanase está disponíveis nas principais farmácias populares, nas suas três principais formas de comercialização. É necessário a presença de receita de um médico para a aquisição do medicamento.

A caixa contendo 28 cápsulas 30 mg de Venvanse é comercializado por um preço variante de R$320 a R$350.

A caixa contendo 28 cápsulas 50 mg de Venvanse é comercializado por um preço variante de R$360 a R$390.

A caixa contendo 28 cápsulas 70 mg de Venvanse é comercializado por um preço variante de R$370 a R$400.

Venvanse Genérico

O Dimesilato de Lisdexanfetamina, genérico do medicamento, pode ser encontrado nas principais farmácias, sendo necessário a presença da receita de um médico para sua aquisição.

A caixa contendo 28 cápsulas 30 mg de Lisdexanfetamina é comercializado por um preço variante de R$250 a R$380.

A caixa contendo 28 cápsulas 70 mg de Venvanse é comercializado por um preço variante de R$300 a R$350.

A caixa contendo 28 cápsulas 70 mg de Venvanse é comercializado por um preço variante de R$310 a R$360.

Pergunta dos leitores

Venvanse emagrece?

Venvanse emagrece

 

Um dos efeitos colaterais que podem ser causados nos pacientes que estão utilizando o Venvanse é perda de peso, além da falta de apetite. Então, sim, é possível emagrecer utilizando o medicamento, porém não é recomendado utilizá-lo com esse princípio, pois esse não é um dos benefícios que ele traz para o corpo, e sim uma reação indesejável.

Venvanse ajuda estudar?

Caso o paciente sofra com TDAH, sim, o medicamento pode ajudar na concentração na hora de estudar.

Venvanse ou Ritalina, qual usar?

Ambos possuem a mesmo princípio ativo, a Lisdexanfetamina.

O Venvanse possui uma duração de ação média dos seus efeitos positivos no organismo variando de 10 a 12 horas, já o Ritalina tem duração de 6 a 8 horas.

O Ritalina é encontrado por um preço comercial mais barato que o Venvanse.

O Ritalina precisa de 2 a 4 doses diárias, precisando de mais disciplina dos pacientes. Já o Venvanse, normalmente, dependendo da orientação do médico, é uma dose diária.

Os efeitos de ambos são bem parecidos, até mesmo os indesejados. Valerá para o paciente colocar na balança as diferencias citadas acima e ver qual vale mais para seu tratamento, além de levar em conta a orientação do médico especialista.